Rádio Serra Verde FM 98.7 Ao vivo

ANUNCIE AQUI

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Confira dicas para evitar acidentes com a iluminação decorativa de Natal

Foto: Camila de Almeida/O POVO
Dos 147 acidentes elétricos registrados entre 2013 e 2016, no Ceará, 129 (87,75%) foram responsáveis pela morte das vítimas. O dado foi divulgado junto ao Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica, da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel). No período natalino, ocorrências do tipo podem ser comuns. O POVO listou recomendações para evitá-las.
Utilizando dados parciais, a Abracopel computou 1.319 acidentes de origem elétrica no Brasil, apenas em 2016, sendo 599 fatais. Ainda no ano passado, no Ceará, foram 26 mortos por choques, incêndios pós-curto circuito e descargas atmosféricas. O Nordeste é líder nessas ocorrências: das 2.408 mortes contabilizadas no País, por choques, de 2013 a 2016, 1.054 (44%) foram em estados nordestinos. Em mais de 10% dos óbitos por choque, as vítimas tinham entre 0 e 15 anos. 

Em casa
Entre as causas mais comuns para acidentes elétricos domésticos estão o uso prolongado de equipamentos e a sobrecarga da rede, além dos curto-circuitos ocasionados por falhas ou danos nas instalações.

+ Estudo aponta que decoração de Natal deixa as pessoas mais felizes

Preparar a iluminação natalina requer cuidados com a segurança; é ainda convite a economizar energia. Pisca-pisca pode ser perigoso e ocasionar incêndios: o fogo pode começar por superaquecimento das luzes. Se for reaproveitar decorações de anos anteriores, verifique as condições desses fios. Se estiverem ressecados, rachados, rompidos ou com lâmpadas quebradas, é recomendável descartá-los.
  Para quem tem crianças em casa deve-se isolar ainda emendas e tomadas. A dica é do engenheiro especialista em Eficiência Energética da Enel Ceará, Marcony Melo. “Um perigo é o uso de benjamins ou ‘Ts’”, diz. Outra recomendação é usar apenas cabos e produtos certificados.
Economia
Ao comprar pisca-pisca é importante atentar também para uma informação dada em watts (W), contida na embalagem, que corresponde à potência demandada pelo produto. Quanto maior for a potência, maior será o consumo do enfeite de Natal. 

Sobre o assunto
Papai Noel tem barba, roupas e brinquedos furtados em Fortaleza
Cartinhas de Natal de crianças carentes já podem ser adotadas
Natal de Luz promete fazer nevar na Praça do Ferreira
Campanha Natal Sem Fome arrecada alimentos

Pelos cálculos da Enel, considerando um conjunto padrão de 100 pisca-piscas, com 50W de potência, consome 16,5 KWh/mês. Se ligado por 11 horas diárias, das 19h às 6h da manhã, por exemplo, pode significar um aumento de R$ 14,14 na conta de energia. A dica então é reduzir o tempo de uso dessas lâmpadas decorativas.
Se forem ligadas das 19h à meia-noite, por exemplo, o consumo cai para 7,5 KWh/mês, o que equivale a R$ 6,42 a mais na conta de energia, considerando ainda a taxa de iluminação pública e o adicional da bandeira vermelha. Outra dica é o uso de produtos com a tecnologia led, que consomem menos energia (até 80% menos) e são mais seguros. 

Outras dicas de segurança:

Improvisos e sobrecargas em instalações elétricas favorecem curtos-circuitos e incêndios

Leia atentamente o manual de instruções dos enfeites
Ao lavar a casa, desligue equipamentos ligados à rede elétrica ou eleve-os do chão
Não combine na decoração enfeites de papel e pisca-pisca
Estabeleça um horário definido para ligar e desligar as luzes, sendo o ideal das 18 horas à meia-noite, evitando desperdício de energia e prevenindo acidentes 
Evite deixar a instalação em área sujeita à chuva 
Não deixe a fiação ao alcance de crianças
Não instale o conjunto de lâmpadas decorativas em estrutura metálica ou pontiaguda
Fios desencapados provocam choques, curtos-circuitos e até incêndios. Passar fios por baixo de tapetes ou por trás de cortinas também é um risco
Desligue o conjunto da tomada de energia ao substituir lâmpadas e nunca puxe a tomada pela fiação
Para iluminação de fachadas (como em prédios), a sugestão é contratar um técnico ou eletricista profissional para executar o serviço
Evite a sobrecarga não ligando as lâmpadas em tomadas já utilizadas para outros aparelhos
Emenda de fio mal feita pode causar aquecimento e conseqüente aumento do consumo de energia
O mau isolamento pode permitir a passagem da corrente elétrica e causar curtos-circuitos ou acidentes com terceiros
 Utilizar fios de telefone ou outro material fora de padrão também pode acarretar esses riscos
Em caso de acidente:
 Isole o local para que não haja a aproximação de pessoas e jamais toque em fios partidos
Não retire objetos ou pessoas que estejam em contato com fios até que um profissional qualificado assegure que a energia foi desligada
Acione os Bombeiros pelo número 193 ou 190 (Ciops) e observe se há segurança para oferecer primeiros socorros à vítima até a chegada do resgate. A Enel Ceará pode ser acionada pelo número 0800.285.0196

LUCAS BRAGA

Nenhum comentário:

Postar um comentário